Audição

Nova criação de Pedro Ramos

Procuramos uma equipa interdisciplinar constituída por actores, bailarinos, artistas circenses e cantores líricos, a peça parte conceptualmente de mitos e histórias ancestrais que experimentam a ideia de transformação, o hibridismo de homem-animal, homem-mulher, homem/mulher-vegetal, a força poética e simbólica das figuras arquetípicas, bem como da ligação anímica do corpo com os elementos.

A peça será apresentada ao ar livre na Floresta e os ensaios, estreia e espectáculos estão previstos para o periodo de Setembro a Novembro de 2021. Procuramos 3 a 4 actores/actrizes com forte fisicalidade ou bailarinos/bailarinas com boa qualidade de presença e carisma a dizer texto, á vontade com improvisação, experimentação física e vocal, para uma nova criação de Pedro Ramos com apoio dramatúrgico de Miguel Castro Caldas, produzida pela Ordem do O –  Associação Cultural. 

Datas

8 e 9 de Julho 2021
Estúdios Vitor Cordon das 10h ás 18h.

Sinopse

Um pedaço de terra suspenso sobre as águas de um lago. De um corpo primordial surge, por separação, a criação de um novo ser, e de um novo espaço resultante da sua separação. O percurso esculpe o corpo no espaço sob um abismo de um lago-espelho, enquanto decalcamento do “corpo continente” existe uma composição que remete para o Caos, entidade ou princípio de onde provém o próprio corpo original (Gaia) Do reflexo de narciso, ao mergulho num abismo primordial na água que dissolve a forma no vasto.Metáfora visual de várias meta leitura possíveis, da relação entre o homem e a natureza, o mito sobre a sua criação e morte.